top of page

Transição de carreira é uma caminhada. Iniciar em um novo modelo de trabalho, é outra.

Atualizado: 20 de out. de 2023

Cinco aprendizados, resiliência e otimismo na jornada autônoma.

blog-dri-ferreira-transicao-de-carreira

Transição de carreira é uma caminhada. Iniciar em um novo modelo de trabalho, é outra.


A transição de carreira pode significar mudar sua área de atuação como também, mudar o seu modelo de trabalho: do CLT pro autônomo, por exemplo. Em muitos casos, inclusive no meu, as duas mudanças acontecem juntas.


Quando mudar é uma opção, a carreira autônoma pode ser um caminho para profissionais que buscam atuar alinhados com seu próprio propósito, com mais flexibilidade e autonomia da sua rotina e atividades.


Contudo, mesmo tomando essa decisão de forma bastante consciente, é preciso admitir que a caminhada é longa e cheia de desafios — como em qualquer carreira. E por isso nesse texto, resolvi compartilhar cinco aprendizados sobre o processo de migração para o trabalho independente, autônomo, freelancer ou como queira chamar.


Talvez eles sejam úteis para quem também está vivendo esse processo ou planeja fazer essa mudança.


1. Quando a mudança não é só do modelo de trabalho, mas também da área de atuação

Além de prospectar trabalhos no novo formato (autônomo/freelancer), você também precisará se posicionar em sua nova função. Fundamental construir essa nova imagem e autoridade na nova função, para isso indico uma boa estratégia de conteúdo para as redes sociais (principalmente LinkedIn).

Mostre preparo e competência para desempenhar a nova função, considerando que todas as experiências e formações anteriores não serão desperdiçadas. Lembre-se: Recomeçar não significa jogar tudo fora.


2. Você precisa obrigatoriamente montar portfólio

Parece básico, ou até óbvio, mas nem sempre é feito. Principalmente quem sempre trabalhou CLT e se acostumou a ter só o currículo e/ou perfil do LinkedIn atualizado. No trabalho autônomo um portfólio é fundamental! Reúna os trabalhos e experiências que sejam relacionados às oportunidades que você busca (ou as com maior proximidade) e divulgue como referências em suas prospecções.


3. Permaneça em movimento e em contato com pessoas

Acredito ser fundamental nos mantermos em movimento para as oportunidades começarem a surgir. Se não estão surgindo propostas de trabalho, criar um projeto pessoal, fazer trabalho voluntário, fazer cursos e oficinas, etc., são alternativas para ficar em contato com pessoas da sua área de interesse. Focar todo tempo e energia em prospectar e fechar trabalhos, pode impedir de enxergar outros locais e formas onde mostrar seu trabalho.


4. Conte pro mundo que você está atuando nesse formato

Não basta atualizar o LinkedIn. Contar para amigos, familiares, vizinhos, nos ambientes que frequenta com frequência também é importante. Alguém, em algum lugar, pode estar procurando um profissional como você e pessoas próximas podem te indicar. Cuide com carinho de suas redes sociais, até mesmo as pessoais, nesse contexto uma oportunidade pode chegar por qualquer canal.


5. Por mais que você tenha bastante experiência e contatos, o processo é lento

Paciência e resiliência são as palavras de ordem. É necessário tempo para o novo posicionamento ser feito, que seu trabalho seja reconhecido. Na posição de prestador de serviço também é constante o processo de prospecção e envio de propostas. E sempre, haverão recusas, faz parte, por isso a etapa de planejamento financeiro, antes da migração, é fundamental. Pois te dará mais segurança e tranquilidade até as coisas engrenarem.


E, dentro do que for possível na sua realidade, valorize seu trabalho, seu tempo e sua experiência. Oferecer seu trabalho a qualquer preço, a qualquer prazo, além de não ser sustentável a longo prazo, ainda prejudica o mercado de toda uma categoria.


Como em qualquer processo de mudança, haverão desafios, parte boa e ruim. Mas, nada que não possa ser superado.


Aproveitar o processo, descobrir o caminho e crescer com os aprendizados também fazem parte da meta. Seguimos!


E por aí, como está essa jornada de #transiçãodecarreira?


 

Faz sentido pra ti? Vamos trocar opiniões aqui nos comentários!

foto-dri-ferreira-site-profissional

Obrigada por ler, se você gostou compartilhe com seus amigos.

Sigo tentando liberar um texto novo todo mês. Se quiser, envie sugestões de pautas para os próximos meses.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page